PRINCIPAL
Inicial
Contato
Associe-se
Dicas
Jornal Nat Informa
Histórico
Notícias
Quarta Temática
Publicações
Parceiros
Quem Somos
PROGRAMAS
Energia e Justiça Climática
Biodiversidade e Soberania Alimentar
Sustentabilidade das Cidades
Antártica e Oceano Austral

COMO VIVER BEM NA CIDADE
Grupo inicia trabalho de 2008 com a mão na terra

Louva-deus passeia entre as pessoas na transição de parte do jardim para horta

O grupo “Como viver bem na cidade” recolocou a mão na massa, ou melhor, a mão na terra no último sábado. E foi pra valer, porque até São Pedro ajudou dando uma umedecida no jardim de um dos nossos colegas. O céu nublado ajudou a evitar queimações na pele dos determinados jardineiros e horticultores de fim de semana.
Dois grupos se formaram: enquanto um planejava que ações implementar no jardim urbano – um misto de espaço da natureza, de convivência de adultos e crianças, de plantas ornamentais, poucas árvores frutíferas -, o outro adquiria produtos da Feira Agroecológica do bairro Tristeza – atuante há 15 anos–, que seriam servidos no almoço e lanche da tarde.

Como os proprietários pretendem começar a cultivar verduras e legumes, só faltava ao grupo decidir o local onde fazer a transição e a adaptação do espaço. Uma composteira gigante foi feita com restos de galhos e folhas que foram retirados de uma pequena área onde serão plantadas vários tipos de mudas, que posteriormente desenvolvidas, farão parte do cardápio da família. O intento do grupo é o de cultivar a terra para manter o contato com a natureza, fortalecer os laços familiares e de amizade, criar o hábito de ter uma alimentação mais saudável e natural, tornando assim o mundo ao redor mais sadio.

O grupo “Como viver bem na cidade”, que conta com o apoio do projeto Clima e Cidades do Núcleo Amigos da Terra/Brasil, lançará em breve um site com informações como exemplos de pessoas que, em espaços urbanos pequenos, conseguem cultivar alimentos, manter uma composteira e reduzir os desperdícios de alimentos, água e energia. Os mutirões seguirão reunindo e desenvolvendo ações de troca de conhecimento e auxílio na melhora dos espaços físicos na cidade.

Primeiro, a adaptação do ambiente foi feita com a retirada de galhos e folhas da pequena área que em breve gerará frutos

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Ao mesmo tempo, outros colegas cortavam os restos para diminuir o volume e constituir uma composteira

 

Composteira que levará alguns meses para decompor os restos de galhos e folhas

 

 

 

 

 

 

 

Resultado da transição e adaptação do jardim de uma casa na zonha sul de Porto Alegre: horta com verduras e legumes para acrescentar ao cardápio da família

 

 

 

 

 

 

 

 

FOTOS: NAT/BRASIL

 

Eliege Fante DRT/RS 10.164
Assessora de Imprensa
Núcleo Amigos da Terra Brasil
www.natbrasil.org.br
Fone: (51) 9816 9595