Amigos da Terra têm o compromisso da SMAM de reeditar a Cartilha do Ciclista

Dentro do Projeto Quartas Temáticas da Cidade, o Núcleo Amigos da Terra Brasil trouxe ontem à Secretaria Municipal de Meio Ambiente (SMAM) o Coordenador do Grupo Técnico de acompanhamento do Plano Diretor Cicloviário Integrado de Porto Alegre, Régulo Ferrari. Conforme explicou, o projeto deve ficar pronto até 31 de outubro e a partir daí já poderá ser aberto à licitação, uma vez que, a aprovação do projeto de lei pela Câmara de Vereadores é tida como certa. A conclusão das obras fica para 2008.

A seleção dos locais das ciclovias contemplou as avenidas Sertório, Assis Brasil, Ipiranga e Restinga. A ambientalista do Núcleo Amigos da Terra, Kathia Vasconcelos Monteiro, comemora a garantia de realização do projeto.

“Há dez anos que começou este trabalho e finalmente vai sair; e estamos muitos felizes porque vemos que as demandas que chegaram aos Amigos da Terra foram contempladas, como a ciclovia na Sertório e Restinga,” disse.

O projeto é de 15 quilômetros, mas há uma expectativa de que se alcance 18 quilômetros. O investimento deverá ser de R$ 1,5 milhão e está previsto no orçamento de 2008, somado à contrapartida.

O compromisso assumido pelo Secretário de Meio Ambiente, Beto Moesch, nesta edição das Quartas Temáticas da Cidade, é de reeditar a Cartilha do Ciclista – de valor reconhecido nacionalmente -, a partir de recursos provenientes do Fundo Municipal de Meio Ambiente. Vale ressaltar que há ciclovias em Porto Alegre, mas somente em domingos e feriados e, em trechos da Avenida Edvaldo Pereira Paiva, Caminho dos Parques, Corredor da Cascatinha e III Perimetral.

Em dia de trânsito normal, nestes e em vários outros pontos da cidade, os ciclistas, por causa da pouca informação, acabam sendo vítimas de acidentes. Ferrari mencionou estatística da EPTC que revela que ocorre, em Porto Alegre, um acidente de bicicleta por dia e se registra, também em média, uma morte por mês.

Dentre as manifestações do público, se destaca a preocupação com a falta de manutenção do Caminho dos Parques. Ao que na opinião de Ferrari, se trata de uma via insegura e que deveria ser desativada. “Há muitos problemas para solucionar,” opinou, mas não sem causar indignação entre ciclistas usuários daquele trecho.

A próxima palestra-debate das Quartas Temáticas da Cidade vai acontecer no dia três de outubro na SMAM sobre a “Futura sede dos Amigos da Terra – Centro de Referência em Arquitetura Sustentável no Meio Urbano”, com a equipe CaSaNaT (Criação em Arquitetura Sócio-Ambiental para o Núcleo Amigos da Terra).

 

Eliege Fante DRT/RS 10.164
Assessora de Imprensa
Núcleo Amigos da Terra Brasil

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

© 2022: Natureza Brasil | GREEN EYE Theme by: D5 Creation | Powered by: WordPress